De repente 23!

Recado que minha mãe deixou hoje na parede da sala.

De repente acordo e as figuras na parede a brincar de hieróglifos me fazem perceber a idade que chega. Hoje são 23 verões, 23 verões de existência, 23 verões de fortes batalhas vencidas e perdidas... 23 anos.

Parece engraçado dizer isso, afinal eu era um recém nascido, mas eu lembro da música de tocava enquanto eu nascia. Não me lembro dessa maneira ocidental de reviver a situação mentalmente. Eu lembro dela pelos meus poros e meus tímpanos, lembro dela com cada parte do meu corpo. E eu sei que lembro mesmo de forma tão abstrata, pois meu corpo vaza e transborda em emoção toda a vez que eu escuto a voz de John Lennon pedindo por um mundo melhor.

Para quem me conhece sabe ou consegue perceber que de fato nasci ao som dessa música, dessa canção que não só marca a minha personalidade, como marca minha trajetória, vida de marcas. E eu sei que vocês podem dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Eu tenho a esperança de que um dia vocês se juntarão a nós, os sonhadores. E o mundo, o mundo será como um só.

Por que imaginar um mundo melhor não basta mais, é necessário fazer seu mundo melhor a cada dia e perceber que ao menos na imaginação não existe posse.

Hoje comemoro o meu ano novo pessoal, a minha virada, o meu ano um. Hoje renasço e me permito ser e imaginar tudo aquilo que quero e posso.

Namastê.


Marcadores: