Desabafos pós morte


Não sei bem qual é a dor de estar vivo. Sinto-a. Vivo. O movimento acaba por ser inerente a minha vontade, não se trata de seguir em frente. Segue-se para os lados, para cima e para baixo. Somos polivalentes. Plurais. Racionais. Talvez seja esse nosso eterno erro.