Sabado, dia 06 de Dezembro de 2008.

Jumbo Elektro tocando, a tarde se acabando, barba feita e cabelo molhado. A pele ainda arde pela lâmina do barbeador.

Milhares de composições passam em questão de segundos. Amanhã tem "Encontro: Nexos Diversos" na Galeria Olido, as cenas de abraços do René que foi contado pela Carol provavelmente estarão no palco. É engraçado improvisar em cima de um palco com tanto história, ensaiar lá já foi uma loucura, falo da Sala Olido, aquela sala de um espaço público que tem um Maestro como dono sabe? Pois é, a muito os espaços públicos se tornaram privados, querendo ou não nós dançamos isso também. É engraçado também imaginar que nós não temos idéia de como esse espetáculo está pra platéia, mas sabemos como está pra nós, as lutas, os desafios ao longo de um período de um eterna oficina que já dura a 7 anos, da qual faço parte a apenas 6 meses, aberta pra qualquer um que queira dançar... Eu fui recebido assim, de braços abertos e se antes não era dançarino hoje sou, não sob uma visão técnica, mas sim de me sentir assim. Hoje danço com todas as forças...

Agora a linha alaranjada do horizonte já denuncia a noite que vem, o Jumbo Elektro continua tocando e ainda estamos no dia 06 de Dezembro.